Perfil:
Joel Vicente De Sousa


Arquivos:

Amigos (0)::

POSTS

NÃO TENHA MEDO
17/10/2010 às 01:49

 

Não tenha medo de você.
Por mais que não entenda a ti mesmo.
É o único responsável por você mesmo.
Não tenha medo de ser você mesmo.
A vida de ator é cansativa.
Mais cedo ou mais tarde descobrirá quem você realmente é.
Não tenha medo da solidão.
Porque você nunca estará totalmente sozinho.
Não tenha medo de cair ao longo do caminho.
Cair é do homem e o levantar é de Deus.
Quantas vezes você cair Ele te levantará.
Não tenha medo do deserto.
Nem do calor causticante.
São nestes momentos duros que são escritos as mais belas melodias.
Não tenha medo de errar.
Porque só assim saberás o que é de fato certo.
Com os erros aprenderás.
Não tenhas medo de suas lembranças.
Por mais dolorida que seja.
Estão no passado.
Não tenha medo da saudade.
Elas nos causam dores.
Mas nos traz ao presente pessoas amadas.
Não tenha medo do teu passado.
Se já chegou até aqui.
Porque você já o venceu.
Não tenha medo do seu presente.
Faça do hoje um presente de Deus.
E viva intensamente.
Não tenha medo do seu futuro.
Ele pertence a Deus.
Confia nEle e Ele estará contigo lá.
Não tenha medo de ter medo.
O medo é benéfico.
É um instinto que nos mantém vivo.
Não tenha medo dos problemas.
Eles sempre existiram.
Como a todos resolveu no passado assim será no futuro.
Não tenha medo de chorar.
O choro ajuda jogar para fora toda dor.
E nos aproxima de Deus.
Não tenha medo de sonhar.
Os sonhos nos dão esperança.
E podem se realizar.
Não tenha medo de se arriscar.
De uma chance a você mesmo.
De auto se realizar.
É melhor errar tentando.
Do que a incerteza de nunca arriscar.
Não tenha medo de acreditar no que faz.
Dá certo para todos.
Você não é pior do que ninguém.
Não tenha medo de tentar de novo.
Nunca é tarde para começar.
Nem para recomeçar.
Não tenha medo da vida.
É uma dádiva de Deus.
Ele estará contigo durante todo o percurso.
Não tenha medo de esquecer os amigos.
Se isso acontecer.
Certamente não sofrerás com a saudade.
Não tenha medo de ser esquecido por alguém.
Novos amigos serão acrescentados.
Alguém sempre se lembrará de você.
Não tenha medo de amar.
Se der tudo certo serás muito feliz.
Se der algo errado terá a oportunidade de amar de novo.
Não tenha medo dos desencontros.
Certamente ocorreram.
Mas sempre nos encontramos e reencontramos.
Não tenha medo de sorrir.
O sorriso abre muitas portas.
Faz bem a alma de quem sorrir e a todos a sua volta, não custa nada.
Não tenha medo de olhar nos olhos.
Neles está estampada a alma de cada ser vivo.
Ajuda a evitar a mentira.
Não tenha medo de ser gentil e educado.
Podes até irar.
Mas nunca trate ninguém com rispidez.
Não tenha medo de estender as mãos.
Ajudando alguém hoje.
Serás ajuda por alguém amanhã.
Não tenha medo de abraçar.
O toque é maternal.
Ajuda trocar segurança.
Não tenha medo de ser carinhoso.
Quem dá carinho recebe carinho.
A troca de afeto é prazerosa.
Não tenha medo de ser feliz.
Se a felicidade não for constante a tristeza também não.
Então viva intensamente os momentos felizes.
Eles superaram em muito os momentos tristes.
As coisas às vezes não saem como planejamos.
Mas recebemos muitas bênçãos que não estavam em nossos planos.
Muitas vezes as coisas não são como eram antes.
Poderá ser diferente e até melhor.
Só depende de você.
Não tenha medo.
Nunca estará só.
Aquele que te criou.
Tudo provera.
 


Comentários



AMOR POR TODA VIDA
16/10/2010 às 23:13

O corpo envelhece.

A alma eterniza.

O coração acumula experiência.

Conosco acompanham as lembranças.

Tudo isso é esquecido.

Se nascer o amor.

Que não tem idade.

Nem tempo certo para nascer.

Surdo são os ouvidos.

Cegos são os olhos.

Fraco são as juntas.

Tremulo são os músculos.

Falho a respiração.

Descompassado o batimento cardíaco.

Confuso o cheiro do perfume.

Quase dormente o tato.

Nada disso é barreira para amar.

Na força da adolescência.

O amor é encantado.

Na juventude o amor é incentivando.

Na maturidade o amor é motivado.

Na velhice o amor é escandalizado e admirado.

Se o amor nos dá vida.

Na velhice prolonga a vida.

Nascemos pelo amor.

Vivemos na busca incessante do amor.

Pelo amor sofremos, choramos e sorrimos.

Nada mais justo do que morrer amando.

psicanalista.joel@hotmail.com



Comentários



VELHO AMOR
16/10/2010 às 22:39

Um velho amor.

Gera saudade.

Saudade gera dor.

Dor gera tristeza.

Tristeza gera lagrima.

Como escapar se o amor é necessário.

Nem todo amor dá certo.

Quando o amor dá errado.

A saudade é certa.

Se a saudade é inevitável.

Então devemos suportar.

Ainda que doa.

Ainda que entristeça.

Ainda que por um momento haja lagrimas.

O tempo curará toda dor.

Alegrará toda tristeza.

Enxugará toda lagrima.

Então só haverá alegria.

Esperança para um novo amor.

Ainda que o passado permaneça.

De vez haja lembranças.

Com a lembrança saudade.

Não importa.

Faz parte de nossa história.

 

Psicanalista.joel@hotmail.com.

 



Comentários



A VIDA
04/10/2010 às 03:06

Bem maior do que eu possa entender.

Por sua grandeza e magnitude.

A vida que tenho é bem mais do que eu possa entender.

Se não posso entender, nem tão pouco agradecer tamanho benefício.

Como posso entender a grandeza da vida?

A vida a minha volta.

A vida que flui e multiplica.

Mesmo na morte há vida.

Morrendo espalhando vida.

Porque a vida é um circulo.

Vai e vem morrendo e vivendo.

Se decompõe enquanto alimenta.

Alimenta estando ainda vivo.

Estando vivo de outro se alimenta.

Mesmo se alimentando de um a outro se alimenta.

A vida é vivida na vida e na morte.

Se vivo nesta consciência.

Logo nesta consciência estou vivo.

Vivo e consciente da vida.

De que não sou dono da vida.

A vida é dona de mim.

Uma dádiva agraciada a nós.

Porem é preciso saber viver e conviver com a vida.

Respeitando toda a vida a nossa volta.

A vida que há em mim é infinita em variedade.

Não a vejo aos olhos nus. Mas sei que está em mim.

Em mim se espalha por dentro e por fora.

Na forma grã negativa e grã positiva.

Já estava aqui antes de mim.

Depois de mim a vida permanecerá.

Quando vivo, vivo com vidas.

Mesmo não entendendo a vida em sua totalidade.

Vou vivendo a vida com vida.

psicanalista.joel@hotmail.com



Comentários



SOU O QUE SOU
04/10/2010 às 02:12

O que sou não é o que eu era. O que eu era está no passado. O que sou é apenas um breve momento passageiro. O que serei ainda está no futuro. No futuro não há garantias de que estarei lá. Logo o que sou se manifesta que sou agora. Por garantia conte comigo só no agora. O que eu era já passou. Mesmo colhendo frutos do passado o passado é passado. Mesmo colhendo no futuro fruto do meu hoje. O que serei é incerto. Por isso se queres me amar me ame agora. Se quiseres me odiar me odeie agora. Poderás não ter outra oportunidade amanhã. Não me cobres nada do meu passado. Ele já não existe. Não me inclua no futuro. Ele ainda não chegou. Se há alguma coisa certa a ser vivida. Se há alguma coisa a ser discutida. Faça agora porque estou aqui. Porque podes me sentir, me ouvir e me ver como sou. Saber que sou o que sou. Não o que eu era ou ainda serei.

Comentários



A ESTRADA
04/10/2010 às 02:08

Estrada que não andei. Solo que não pisei. Lugares que não vi. Pessoas que não conheci. Saibas que o desejo por ti é visível. Aqueles que me cercam. De datas passadas me conhecem. De estradas por mim trilhadas. Destes alguns ficaram no passado. Outros se perderam ao longo da jornada. Uns já não existem. Outros ainda que distantes estejam, permanecem presentes em minhas lembranças. Todos os presentes e ausentes. Os vivos e os falecidos. Os amigos e os inimigos. Os amores e encantos. Todos fazem parte comigo desta jornada. Com inicio porem sem data de chegada. Cheia de sonhos e frustrações. Sempre em busca de realizações. Estrada por onde andei. Saudades por lá deixei. Lembrança trago comigo. Dos lugares que visitei. Estrada que ainda andarei. Solo que pisarei. Lugares conhecerei. Em minha bagagem levarei. Todas as lembranças de lugares e pessoas que conheci. Em meu corpo as cicatrizes adquiridas na jornada. Dos lugares por onde passei.

Comentários



TEU OLHAR - II
04/10/2010 às 02:04

Olhar nos teus olhos demoradamente. Sem pressa, sem medo, sem vergonha. Ver tua alma e tua beleza contemplar. Desfrutar de tua jovial formosura. Na recepção de teus olhos. Vejo que neles há contemplação. Com carinho me olha. Com desejo me acolhe. Renovado me sinto. Da couraça pesada da v ida. Esquecidas são as tantas primaveras sem flores. Tantos outonos, verões e invernos. O que vejo e o que sinto resume em tua presença. Diante do teu olhar quero ficar. Nem que seja só mais um pouquinho. Por que sei que quando dele me afastar. A dura realidade voltará. Mas de ti não esquecerei.

Comentários