Perfil:
Joel Vicente De Sousa


Arquivos:

Amigos (0)::


BERÇO ESPLENDIDO
30/03/2010 às 18:13

Ó pátria amada. Por quanto tempo ainda repousaras em berço esplêndido. Porque não levantas e vá à luta. Por quanto tempo. Não dará ouvido ao que clama. Suportará ver o certo tornar errado. Tolerará o errado ser o certo. Por longo tempo. Teus filhos clamam por justiça. O justo se desfalece e não há quem os ajude. O livre tem vivido trancafiado dentro de seu próprio lar. O direito de ir e vir tem sido desrespeitados por manifesto em pontes e estradas. Por quanto tempo. A viúva e o idoso serão tratados com desrespeito. Os portadores de necessidades especiais tratado com ignorância. As crianças já não conhecem limite nem respeito. Não denunciamos abusos, violências ou abandono. Os adolescentes chegam à idade adulta sem garantia de trabalho. Na escola não se motiva o empreendedorismo. Por quanto tempo. Em nome da história... Desapropriará o proprietário. Ainda pensaremos que empobrecer o rico resolverá o problema do pobre. Obrigações do Estado muitas vezes será comprida por ongs e voluntários. A corrupção alcançará toda a esfera do poder. Não são muitos os que assim agem ou agiram. Seu malefício atingiu e atingirá a muitos. Já não há que restaure a ordem? São poucos os desordeiros. Suas ações são devastadoras. Mas agindo com rigor. Restauraremos a ordem. Ó pátria amada. Levanta deste repouso. Tu és bela e formosa. Terra adorada e pátria amada. Tu és gigantes dês do passado, presente e futuro. Nações admiram sua grandeza. Desejado por sua riqueza. Reconhecer estas verdades. Aceitar a necessidade de mudança. É despertar o gigante adormecido. O leão que repousa. Porque teus filhos não fogem á luta. Nem teme quem adora a própria morte. Tu és o meu Brasil. Do meu coração é terra muito amada. Em nada perde para outras nações mil.

Joel Vicente de Sousa

17 de março de 2010

PSICANALISTA.JOEL@HOTMAIL.COM



Comentários



Comentar post:

Nome/Apelido:


Email:


Comentário:



Não foi encontrado nenhum comentário!